terça-feira, 10 de abril de 2012

Sobre o curso e os colegas

Quando decidi que viria aos Estados Unidos, de cara pensei em fazer um curso de inglês, mesmo que fosse de curta duracao. Já tinha vivido esta experiência na Inglaterra e gostado muito. Assim, quando vi numa revista de viagens que existia curso de idiomas para pessoas maiores de cinquenta, me animei logo. Comecei os preparativos cada vez mais animada para não só conhecer o pais como também, para fazer novas amizades. 
Só que ao chegar aqui, a diretora da escola me avisou consternada que não haveria outras pessoas da minha idade, pois não houve inscricao. Ela acredita que este publico só agora esta despertando para esta possibilidade de unir turismo e educacao. Sendo assim, eu fiquei numa turma de jovens, mas ao contrario da minha experiência inglesa, aqui eles são bem interessados e participativos. As aulas são dinâmicas e bem gostosas. O simples fato de estar numa sala com pessoas da Rússia, Japão, Arabia Saudita, Corea, Venezuela, Colômbia, Alemanha, já e em si, uma fonte de aprendizado.

 E como minhas aulas são apenas na parte da manha e que pelo contrato eu teria direito a atividades culturais na parte da tarde, a solucao encontrada foi colocar uma professora a minha disposicao para passeios onde eu escolher. Pois e, aulas particulares de trés horas todas as tardes, nos mais interessantes locais desta cidade.

Não tenho do que me queixar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário