terça-feira, 16 de julho de 2013

Julho em Salvador

Gosto de estar em Salvador no mês de julho.
Gosto do frio, da chuva, do aconchego.
Julho foi um mês de encontros e despedidas.
Ainda me surpreendo neste apartamento pensando em chamar meu pai para o café ou para o jantar.
Sua presença silenciosa continua aqui, nos corredores, no quarto, na cozinha.
As lembranças me levaram a encontrar amigos muito queridos. No início por fotos, depois eles se materializaram em encontros afetuosos, alegres, cheios de carinho e alegria.
Minha temporada baiana vai chegando ao fim. Não sou saudosista. Quando estou em Brasília, aguardo ansiosa o dia da viagem para Salvador, e vice versa. Já sinto saudade do trabalho, dos colegas, da minha kit, do meu Celta branco, do Parque da Cidade, da faculdade.
Eu gosto muito da minha vida.

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Com carinho


Numa manhã de domingo sem alarde, meu pai se foi. E eu fico aqui pensando: O que ele verá agora? Encontrará os filósofos que ele tanto admirava? Tocará violão para uma platéia angelical? Não conheço bem os mistérios da morte, mas fico daqui lembrando dele e torcendo para que esteja em paz. Obrigado meu pai, por tudo que me ensinou e me proporcionou nesta vida. Um beijo, com carinho.