quinta-feira, 27 de junho de 2013

O Dossiê

Era para ser um registro das atividades do curso, contando como foi o processo de elaboração do adereço de cabeça e vestido.
Deu trabalho, mas ficou dentro daquilo que é o meu momento. Autenticidade total.
Aqui abri espaço para os professores, para minha mãe e para tudo que um dia me inspirou.

Apesar de trabalhoso, foi extremamente desafiante fazer este dossiê.




















 

Livros

Os livros do curso são maravilhosos!
São caros, é verdade, mas são verdadeiras viagens. Fotos lindas, desenhos fantásticos, ilustrações divinas. É necessário colocar um freio nos gastos, mas não sei fazer cursos sem livros.
Além dos livros, outra forma maravilhosa de estudar é assistindo a filmes que, mesmo sem ter a moda como tema, trazem figurinos deslumbrantes e que ajudam a fixar os conteúdos dados em sala.
Bom demais!
 
 







 

Desenhando

Meus primeiros desenhos no curso foram grandes desafios.
No início o sentimento é de muita insegurança. Não sabemos até que ponto aquilo que fazemos informalmente pode ser considerado um desenho "certo".
Acertei aqui, errei ali e acabei o semestre bem estimulada.
Muitos croquis me aguardam!




 

História da Arte











Adorei a disciplina.
Louca por História como sou, viajava em cada aula, apesar do horário ingrato: 22h às 22h50!
Além de uma prova, o professor nos solicitou um "Caderno de criatividade" onde colocaríamos imagens e textos sobre os temas estudados. Desde o início pensei em fazer uma coisa diferente. Aí, nas sessões de Arteterapia me aventurei a fazer um "Flag book". Aprendi também a fazer serigrafia com bandejinhas de isopor e os desenhos foram surgindo: Grécia, Roma, Pérsia, Mesopotâmia. O resultado ficou bem legal.
 
No segundo bimestre, outro caderno. Como envolvia Idade Média e o Gótico, tentei fazer algo que tivesse um toque soturno, com se tivesse sido encontrado na época mesmo. Aí reproduzi um pergaminho com as imagens, queimando as bordas do papel. Fiquei satisfeita apesar de ter queimado as pontas dos dedos várias vezes.
 
A experiência de estudar História da arte abriu para mim um novo mundo Com certeza tinha uma artista adormecida aqui e que agora, aos poucos, vai despertando.