sexta-feira, 25 de março de 2011

Sentimento uruguaio

Recebi de um amigo querido, ao saber que estou de mala pronta para Montevidéu. Criada por um uruguaio, Leo Masliah, sob título “Birromes y servilletas”,essa canção foi vertida para o português pelo carioca Carlos Sandroni, com o nome “Guardanapos de papel”, quase uma tradução literal da letra original.
Tem uma versão musicada de Milton também: http://mais.uol.com.br/view/152113

Sem dúvida, lindo fundo musical para meus passeios na próxima semana.


Biromes Y Servilletas

En Montevideo hay poetas, poetas, poetas
Que si bombos ni trompetas, trompetas, trompetas
...Van saliendo de recónditos altillos, altillos, Altillos
De paredes de silencios, de redonda con puntillo
(..)
Andan por las calles escribiendo, y viendo y viendo
Lo que vem lo van diciendo y siendo y siendo
Ellos poetas a la vez que se pasean, pasean, pasean
Van contando lo que vem y lo que no, lo fantesean
(..)
Miran para el cielo los poetas, poetas, poetas
Como si fueran saetas, saetas, saetas
Arrojadas al espacio que un rodeo, rodeo, rodeo
Hiciera regresar para clavarlas en Montevideo

Nenhum comentário:

Postar um comentário