sexta-feira, 25 de março de 2011

Carnaval em Minas

Passei meu Carnaval em Minas, circulando entre Tiradentes, São João Del Rey e BH. Mesmo com uma chuva que não tirou o bloco da rua em quase nenhum momento, eu me diverti bastante. Fui sozinha e pude então seguir meu ritmo, curtir as cidades e conversar muito com as pessoas, coisa que adoro. Apaixonada que sou pelo artesanato mineiro, consegui garimpar coisas muito interessantes, principalmente bordados, meu ponto fraco.

Eu havia visitado Tiradentes há alguns anos, em outro momento da minha vida. Lembro que estava a caminho das cidades históricas e em Tiradentes permanecemos apenas algumas horas, o suficiente para me deixar encantada. Desde então, acalentava o sonho de voltar com calma e andar sem pressa, a pé ou de Maria Fumaça. Decidi então vir passar o Carnaval.


Já faz algum tempo que não sei o que é viajar para lugares lotados, com gente por toda parte. Mesmo sabendo que seria o caso, resolvi vir assim mesmo e não me arrependi. Tudo bem, rodoviária lotada, gente por toda parte, engarrafamentos, mas se " a alma não é pequena", tudo acaba valendo a pena.

As cidades são bem conservadas, relativamente tranquilas, com um astral muito gostoso. Era examente isso que eu estava procurando, uma mistura de descanso e novidades. Visitei uma comunidade chamada "Bichinho", onde se encontra uma vila de artesãos que vendem seus trabalhos por um preço mais em conta. Encontrei lá uma artesã cujos trabalhos eu já havia comprado em São Paulo e Brasília. São casinhas de madeira que reproduzem todo tipo de estabelecimento. Foi muito legal conhecer alguém cujo trabalho adorna minha casa e saber toda a história da criação das casinhas.


Sobre a culinária mineira, geralmente procuro evitar os pratos da linha "Artérias em pânico", e provando aqui e ali, descobri um prato delicioso: O Ora-pro-nóbis. Na verdade, já tinha ouvido falar nesse prato pela amiga Ju, que é mineira, claro. Só que geralmente ele vem acompanhado de frango e eu pedi puro, quer dizer, as folhas, simplesmente temperadas e cozidas. Que sabor! É uma planta rica em proteínas que apresenta folhas suculentas e comestíveis e tem flores lindas que duram apenas um dia. Tem 25,4% de proteína; vitaminas A, B e C; minerais como cálcio, fósforo e ferro. Passa ao alimento bela cor verde inclusive em pão e macarrão, enriquece saladas, refogados, sopas, omeletes, tortas e o arroz-com-feijão. Descobri tudo isso na rede e procurei a receita para quem quiser se aventurar:
Frango com Ora-Pro-Nóbis
Ingredientes:
2 1/2 kg de frango picado
6 dentes alho amassados
1 colher (sopa) de colorau
1 xícara óleo de soja
2 xícaras de caldo de galinha
2 maços ora-pro-nóbis (sem talo)
Sal
Preparo:
Lave bem o frango com limão.
Coloque o alho e óleo em uma panela e junte o colorau.
Refogue o frango até prefritar. Cubra com água até cozinhar bem.
Misture o ora-pro-nóbis, tampe a panela por cinco minutos sem mexer.
Sirva com arroz e angu. Rende 08 porções

Além disso, pude tirar fotos com roupas de época, coisa que já fiz e queria muito fazer de novo. Desta vez, na estação de São João, andando entre trens e vagões. Até fiz uma produção em homenagem ao blog, com mala e tudo. Gostei demais. Resumindo, valeu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário