quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

O Natal da Mesbla


 Brasília, dezembro de 2009

Hoje, após mais um almoço de confraternização, uma colega no carro lembrou da Mesbla.
Quem é mais vivido, lembra.
Ah, a Mesbla!
Foi a loja de departamentos referência da minha infância e eu costumava ir com minha mãe olhar as vitrines no período de Natal. Aos domingos, nariz colado no vidro da loja fechada, escolhia ali meus presentes.
O tempo passou, eu cresci e a Mesbla me acompanhando. Lembro das embalagens vermelhas, com um formato oval nas pontas. No Natal as árvores ficavam cheias de presentes da Mesbla, pois tinha de tudo lá: brinquedos, roupas, e os melancólicos cintos, lenços e meias para presentear pais e tios.

Tinha até uma musiquinha :

Na Mesbla, na Mesbla, o melhor Natal do Brasil,
Compre agora, sem entrada, e só comece a pagar em abril, abril
Abriu as portas do CrediMesbla,
Na Mesbla só se paga em abril!

Fiquei adulta e a Mesbla também. Já não pedia brinquedos, ia sozinha e pagava com meu salário as compras feitas na loja que agora ocupava grandes espaços nos shoppings da cidade. Dessa época lembro da filha de uma amiga que, ainda adolescente, me contou em segredo que quando se sentia triste, corria para a Mesbla para abraçar os enormes ursos de pelúcia que enfeitavam cada ala da seção de brinquedos.

Um dia, também eu triste, me vejo na loja e não resistí: busquei no urso o abraço que me faltava.

Tantas lembranças: a enorme ala dos Cds, num tempo em que os piratas não existiam, vitrines cheias do último lançamento do "Rei" e aquele ano em que Simone quase nos matou de overdose do seu "Então é Natal..."

A Mebla, que existe apenas na nossa memória, manteve abertas as suas portas de 1912 a 1999, quando foi decretada sua falência.

Os enormes espaços que se abriram com o seu fim foram preenchidos com a nossa perplexidade.

2 comentários:

  1. Oi Vania!!!!!!!!!!!
    Amei essa recordação da Mesbla......
    Nem imagino quantas e quantas vez fui lá com minha mãe e irmã (qdo menina) e depois já dona do proprio nariz e dinheiro. kkkkkkk
    A mulher de roxo na porta era sempre um espetaculo a parte e a variedade de coisas lá dentro tirava a gente do serio.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Havia uma marca na mesbla chamada ALTERNATIVA,me lembro foi bom.

    ResponderExcluir