segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Meu primeiro fotolivro

         Sempre adorei tirar fotos. Antes da chegada das máquinas digitais, eu era a rainha das revelações. A coisa era tão séria que quando viajava,  eu reservava o dinheiro das muitas revelações de fotos que faria na chegada. Algumas viagens renderam bons álbuns. Outras, apenas aqueles pequenininhos com uma espiral plástica, esquisitíssimos se olhados com os olhos de hoje.

         Demorei a comprar minha primeira máquina digital e mesmo assim, quando o fiz, foi uma de segunda mão. Depois parti para a que uso agora e me inscrevi num clube de fotografia. Assim, com maior intimidade, me aventurei a fazer das fotos das férias desse ano o meu primeiro fotolivro. Como penei!

        Parecia tão simples, bastava baixar o aplicativo, depois escolher as fotos no arquivo, os enfeites, as cores das páginas,  escrever o texto e pronto! Mas aí começaram os problemas.

      O custo do fotolivro depende do numão me cansavaero de páginas que você manda revelar. E aí? Como selecionar, entre as quase mil fotos que foram tiradas, uma quantidade civilizada para fazer o tal fotolivro? Difícil, muito difícil.

         Mas enfim, praticando o desapego, escolhi as fotos. Meu fotolivro não é um documentário de viagem, mas a minha visão do que foram os dias que passei na Itália. Comidas, paisagens, pessoas e sentimentos reunidos em oitenta páginas. A empresa que escolhi para imprimí-lo promete entregá-lo em até oito dias úteis. Agora só faltam sete!
 *************************

               Pois não é que passados apenas quatro dias, ao chegar em casa eis que me aguardava o meu fotolivro! Fiquei feito criança, não me cansava de olhar e folhear as páginas, ficou tão lindo. Foi como rever os melhores momentos da viagem. O acabamento ficou primoroso e valeu cada centavo.

4 comentários:

  1. Querida Vania, entendo bem seu dilema, pois amo fotografar e ainda não tive a paciência necessária para realizar este exercício de montar um fotolivro, parabéns pela perseverança!!! Eu também quero ver o resultado, acredito que tenha ficado ótimo!
    Abraços.
    Aninha Paula

    ResponderExcluir
  2. Já chegou! E eu vi! E ficou maravilhoso! Fico sem palavras para descrever aquele castelo... Eu pensava que castelos eram coisas de filmes, coisas de ficção. Mas a Tia Vânio viu um estupendo e eu acredito nela. Realmente é de arrasar! Que viagem linda,Tia Vânia! Imagine como será a volta ao mundo. Garanto que será muito mais genial que a viagem da Julia Roberts em Comer,beber e Rezar. E você vai conhecer pessoas muito mais interessantes que o Javier Bardem. Brincadeiras a parte, com certeza foi muito bonita, divertida e interessanre a sua viagem. Desejo que as próximas sejam infinitamente melhores. É isso aÍ (mas não a música da Ana Carolina e do Seu Jorge).

    Beijão

    Natasha

    ResponderExcluir
  3. Adorei!!
    também gosto de fotografias e sempre revelei, tenho vários albuns.
    Parabéns pelo blog!
    Muito bom.

    ResponderExcluir
  4. Vânia,
    Não ha como deixar de lembrar de você quando vejo algum álbum de fotos. Copiando o seu album de aniversário (maravilhoso) fiz um para prasentear uma colega e ficou show.

    A sua paixão pela vida é contagiante, parabéns pelo sucesso.

    Você é uma pessoa iluminada.

    ResponderExcluir